I n í c i o arrow I n f o r m a t i v o s · M é d i c o s arrow COSMÉTICOS: O que é bom saber
23 de maio de 2018
Menu Principal
I n í c i o
O · P r o f i s s i o n a l
I n f o r m a t i v o s · M é d i c o s
S e m i n á r i o s · M é d i c o s
Info. às Pessoas Portadoras de Deficiência
E S P E C I A L : B I O É T I C A
W e b · L i n k s
E n t r e · e m · C o n t a t o
B u s c a r · n o · S i t e
Login
Nome de Usuário

Senha

Lembrar login
Esqueceu sua senha?
Usuários Online
 Nós temos 51 visitantes online
COSMÉTICOS: O que é bom saber Imprimir E-mail
Autoria de Dr. Luiz Gonçalves Pinto   
10 de janeiro de 2007

 s COSMÉTICOS são divididos em duas categorias, dependendo do risco que pode ocasionar à saúde: os de maior potencial de risco são de grau II, como os alisantes, tinturas e ondulantes; e os de menor potencial de risco são grau I, como batons, cremes hidratantes, pós-faciais e xampus.

Os COSMÉTICOS devem ser protegidos da luz, umidade e calor. Não devem ser guardados juntos a alimentos, bebidas, medicamentos e saneantes.

Só adquira produtos cuja embalagem esteja intacta e limpa. Verifique sempre o prazo de validade.
GESTANTES não devem usar tinturas capilares e clareadores. Nem quem tem FERIDAS NO COURO CABELUDO.

Não exponha-se ao SOL usando cosméticos, como batons, cremes, loções, pois podem manchar ou causar lesões à pele.

Não use cosméticos em crianças, se o fizer, unicamente os das linhas infantis.

Também devemos ter os seguintes cuidados:

-    Nunca compartilhar a maquiagem, pelo risco de contrair uma infecção bacteriana;

-    Nunca durma sem remover toda a maquiagem;

-    Cosméticos em forma de aerosol - spray - podem ocasionar danos aos pulmões e se a pessoa estiver perto de uma fonte de calor(cigarro, fogão, etc...) o seu cabelo pode pegar fogo.


PÍLULA ANTICONCEPCIONAL E MEDICAMENTOS                                                        

 pílula anticoncepcional pode ter seu efeito diminuído com o uso de certos medicamentos, como antibióticos (ampicilina), anticonvulsionantes e outros. Nesses casos, o ginecologista pode prescrever uma pílula de maior dosagem.


Dr. Luiz Gonçalves Pinto

Última Atualização ( 08 de março de 2007 )
< Anterior   Próximo >
 
Desenvolvido por BLPilla